Dia da Fatia, ação social da Casa Bauducco, doa R$ 40 mil ao Instituto Fazendo História

Realizado no dia 25 de todos os meses, o Dia da Fatia, criado pela Casa Bauducco, visa doar parte da receita obtida com a venda de fatias de panettone e chocottone ao Instituto Fazendo História, que apoia crianças e jovens em situação de acolhimento. Lembrando que a Casa Bauducco de Bauru é franquia.

O Dia da Fatia nasceu com um objetivo doce e nobre: lembrar a cada mês a importância de cuidar da família ao saborear uma deliciosa fatia de panettone ou chocottone. E ao mesmo tempo ajudar uma instituição que tem como essência cuidar de crianças e jovens, como uma grande família. O propósito é reforçar os vínculos afetivos, investindo em um programa que transforma a história de vida desses jovens.

Sempre aos dias 25 de cada mês, desde junho, a ação tem um resultado surpreendente. O saldo de seis meses de dedicação resultou na venda de mais de 20 mil fatias, contabilizados em todos as unidades da rede. Houve uma doação de R$ 40.000,00 para o Instituto Fazendo História.

Nosso propósito era lembrar em todo dia 25, e não só no Natal, a importância desse cuidado com a vida do outro. Por isso, fechamos 2018 com muito orgulho e um gosto de que queremos ir além no próximo ano. Mais do que o consumo nas lojas, notamos que os consumidores também quiseram fazer parte da ação, o que nos motiva a continuar”, afirma Paulo Cardamone, diretor da Casa Bauducco.

Dia da Fatia - Casa Bauducco - Bauru
Instituto Fazendo História, em São Paulo, foi beneficiado com ação social da Casa Bauducco.

Dia da Fatia: continua em 2019?

Parte do valor foi destinado ao programa Apadrinhamento Afetivo. Ou seja, é uma ação que visa fortalecer a convivência familiar e comunitária dessas crianças e adolescentes. Isso com o apoio de madrinhas e padrinhos formados pelo instituto. Além disso, promover um sentimento reparador trazido pelo carinho e cuidado.

A outra parte financiou a melhoria estrutural de um dos lares apoiados pelo instituto, a Casa Vida 1. Lá, foram realizadas pintura das paredes, instalados móbiles para os bebês, decoração dos quartos e sala de estar. Além disso, foi implantada uma horta vertical, a instalação de uma rampa de acesso e a restauração de móveis. E também a montagem de uma árvore de Natal e da colocação de um mural de fotos.

“Para o Instituo Fazendo História, parcerias como essa são de grande importância para o fortalecimento dos nossos projetos. Além disso, nos dá suporte para intensificar o desejo de promover mudanças para melhorar o universo do acolhimento de crianças e adolescentes”, comenta Daniela Vasconcellos, coordenadora de Desenvolvimento Institucional.

No dia 25 de dezembro foi realizado o fechamento anual da iniciativa, com a entrega do local revitalizado. Houve uma celebração natalina mais acolhedora a esses jovens. A Casa Bauducco ainda avalia continuar a ação em 2019.