Guangzhou, na China, atrai empresários e empreendedores do mundo todo

Guangzhou, na China, será palco em breve da Canton Fairveja aqui a matéria completa – considerada a maior feira de negócios do mundo. O consultor international Francisco Freitas, que residiu por 2 anos por lá, se prepara para levar um grupos de empresários e empreendedores para esse grande evento. No entanto, antes, compartilha com vocês algumas características importantes de Ghangzhou, dando a exata noção dessa importante cidade chinesa.

Cantão ou Guangzhou, historicamente também conhecida como Kwangchow, é uma cidade da República Popular da China. Capital e maior cidade da província de Cantão (Guangdong). Localizada no sul do país, às margens do rio Zhu Jiang, e a cerca de 120 km ao norte de Hong Kong. Aliás, é um importante centro portuário do país.

Como uma das maiores cidades da China, possui o estatuto de sub-província administrativa. Com cerca de 18 milhões de habitantes, é considerada a terceira maior cidade da China, depois de Xangai e Pequim. Um dos maiores centros industriais, administrativos e financeiros do país. É a capital da província de Guangdong, na região central da China, famosa por ser uma das grandes cidades portuárias do mundo.

Guangzhou: centro financeiro

Porém, Guangzhou também é um importante centro financeiro, comercial, de transporte, de exposições e de navegação na China. Aliás, a agricultura e a indústria crescem de forma rápida nos últimos anos. Isso se expressa na alta capacidade de comércio exterior da cidade. No entanto, seu PIB tem subido muito rápido e crescido cerca de 13% ao ano. Além disso, a grande Feira de Cantão é praticamente o maior evento para oportunidades de negócios na China. Uma das melhores oportunidades para achar bons fornecedores e conhecer novos produtos,

Aliás, é o principal centro manufatureiro da região do rio Zhu Jiang e um dos principais centros industriais e comerciais da China. Em 2014, o Produto Interno Bruto (PIB) da cidade chegou a CNY911,2 bilhões (cerca de US$133,5 bilhões), enquanto seu PIB per capita no mesmo ano alcançou CNY89,4 mil (US$13,1 mil, mais que o dobro da média nacional).

A China Import and Export Fair, também chamada de Canton Fair, é realizada todos os anos entre abril e outubro pelo Ministério do Comércio Chinês. Inaugurado em maio de 1957, é a maior feira de exportação e importação do mundo. Na 109ª edição, em 2011, reuniu mais de 200 mil compradores de mais de 40 países. Em 2017, movimentou cerca de US$25 bilhões. O setor de comércio e serviços também ganhou espaço na economia de Guangzhou.

Guangzhou, - China - negócios
Francisco Freitas assinando contratos em Guangzhou.

Zonas industriais fortes

A Zona de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de Guangzhou foi fundada em 2005. Fica no distrito de Nansha, perto do Aeroporto Internacional de Guangzhou Baiyun e do Porto de Shenzhen. As principais indústrias são da área automobilística, biotecnologia e da indústria pesada.

Já a Zona Franca de Guangzhou foi fundada em 1992 e está localizada à leste do distrito de Huangpu, perto da Zona de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico da cidade. As principais atividades industriais incluem indústrias de informática, comércio internacional, logística e indústria de transformação.

Por fim, a Zona Científica de Guangzhou, inaugurada em 2008, reúne diversas indústrias ligadas à alta tecnologia, possuindo um dos maiores parques de pesquisas científicas do sul da China.

Guangzhou - China - negócios
Guangzhou é uma cidade com 18 milhões de habitantes.

Antes de fechar negócios

Aliás, para fazer negócios na China, você precisa contratar três tipos de serviços:

1 – empresa na China para inspecionar, fazer contratos, pagar e organizar todos os processos;

2 – empresa de transporte (aéreo ou marítimo) para levar os produtos da China para o Brasil;

3 – despachante aduaneiro no Brasil.

Consulte-nos e irá comprovar que o nosso grupo empresarial contempla esses elementos básicos, o que viabiliza e muito o processo de importação”, afirma Francisco Freitas.